x
    QNM 18, Conjunto D, Casa 06. Ceilândia, Brasília - DF. ( Rua da ZAPATOS)   atendimento@centroradiologicoceilandia.com.br
Medical-Link Template
  • (61) 3371-6464 / 3039-1447 / 9 81196681 (WHATSAPP)

Doppler Obstétrico

Definição:

Exame feito para avaliar a circulação sanguínea no feto, entre o feto e a placenta e entre a mãe e a placenta. Geralmente é realizado na segunda metade da gravidez. O doppler obstétrico é um dos recursos disponíveis para a avaliação da vitalidade fetal em gestações com risco de insuficiência placentária.
Atualmente a tecnologia Doppler está disponível na maioria dos equipamentos de ultrassonografia. Através desse recurso é possível detectar e quantificar a resistência ao fluxo sanguíneos em diferentes vasos fetais. Alterações da circulação útero-placentária e algumas das suas repercussões na hemodinâmica fetal podem ser diagnosticadas pela diminuição ou pelo aumento da resistência ao fluxo sanguíneo em determinados vasos.

Técnica:

O exame é realizado por via abdominal, com a gestante deitada em com o abdome para cima. Após aplicação de pequena quantidade de gel sobre a pele do abdome, o médico desliza levemente um transdutor sobre a área de interesse. Pode ser necessário que uma leve pressão seja exercida, para que alguma estrutura fetal seja visibilizada com mais nitidez. Esta manobra não prejudica a mãe nem o bebê e a paciente será avisada quando de sua necessidade. Em raras ocasiões, pode ser útil a complementação do exame por via vaginal. Caso esta avaliação seja indispensável, o médico explicará o motivo à paciente.

Limitações:

A ultrassonografia obstétrica com Doppler não tem como objetivo a pesquisa detalhada da anatomia fetal, com intuito de confirmar a normalidade e diagnosticar malformações. Os exames com esta finalidade são os morfológicos de primeiro e segundo trimestres, realizados em idades gestacionais que permitem ao médico as melhores condições para avaliação da anatomia do bebê.